Ambiental: arte e movimentos

setembro 02, 2019 0 Comments

Até 3 novembro, o MuBE (Museu Brasileiro de Escultura e Ecologia) abre suas portas para a mostra Ambiental: arte e movimentos. Com curadoria de Cauê Alves, curador chefe do Museu, e Marcia Hirota, diretora-executiva da Fundação SOS Mata Atlântica, a exposição, que reúne trabalhos de 22 artistas, entre desenhos, pinturas, fotografias e instalações que dialogam direta e indiretamente com questões ecológicas, também abrirá espaço para que organizações socioambientais apresentem suas ideias e ações.
A coletiva traz obras de artistas como Alexandre da Cunha, Arthur Lescher, Brígida Baltar, Cláudia Jaguaribe, Dudi Maia Rosa, Luiz Zerbini, Pedro Motta e Rodrigo Bueno. A convite do MuBE, as organizações Fundação SOS Mata Atlântica, Greenpeace, Instituto Socioambiental (ISA), Fundação Pró-Tamar, Save-Brasil e WWF-Brasil ocupam a área externa do MuBE e na tradicional feira dominical, e trazem uma série de ações ao longo do período expositivo. 
A mostra tem como objetivo reafirmar o papel do Museu no debate das questões do meio ambiente. O MuBE nasceu da organização da sociedade civil, em pleno processo de abertura política no final da década de 1980, em defesa da qualidade de vida na cidade e da preservação do verde.

Ambiental: arte e movimentos
MuBE - Rua Alemanha, 221
Até 3 de novembro, de terça-feira a domingo, das 10h às 18h
Entrada gratuita

Naufrágio calado, 2016, de Pedro Motta


Ana Bittar
Jornalista MTB: 0084520/SP
Contatos: anabittar.artist@gmail.com
Instagram: @anabittaroficial

Até 3 novembro, o MuBE (Museu Brasileiro de Escultura e Ecologia) abre suas portas para a mostra  Ambiental: arte e movimentos.  Com curado...

0 comentários: