ATUALIDADES MACHADIANAS - O CARNAVAL 

Ah! O Carnaval!... É impressão minha ou já se pode ouvi-lo chegando à nossa porta?
Com essa pergunta, não me referia somente à expectativa que ronda este fevereiro de 2020, nem à que se verifica desde o final do ano passado, se pensarmos na amada Bahia.
Na realidade, referia-me à que cutucava os ouvidos do Bruxo do Cosme Velho...
Com efeito, em crônica de 1889, Machado de Assis já escrevia: “Carnaval à porta. Já lhe ouço os guizos e tambores. Aí vêm os carros das idéias. Felizes idéias, que durante três dias andais de carro! No resto do ano ides a pé, ao sol e à chuva, ou ficaisno tinteiro, que é ainda o melhor dos abrigos. Mas lá chegam os três dias, quero dizer os dois, porque o de meio não conta; lá vêm, e agora é a vez de alugar a berlinda, sair e passear.” (Obras completas de Machado de Assis – Bons dias! & Notas semanais, São Paulo: Globo, 1997, p.53).
Mas se esta expectativa é de hoje e de antanho, será que a falta de verbas só agora incomoda?
Com a palavra, o mestre: “Mas a falta de dinheiro (prosa, em língua púnica) não me permite pôr esta idéia na rua. Sem dinheiro, sem ânimo de o pedir a alguém, e, com certeza, sem ânimo de o pagar, estou reduzido ao papel de espectador. Vou para a turbamulta das ruas e das janelas; perco-me no mar dos incógnitos.” (idem, mesma página).
É incrível a atualidade de Machado, pois não?
Reviewed by Dias on fevereiro 07, 2020 Rating: 5

Nenhum comentário